Sobre o Kung Fu

O Kung Fu ou Wushu é uma arte marcial milenar chinesa, que está inteiramente ligada à história do país.  Ninguém sabe ao certo quando surgiu, mas há registros que datam a sua criação em meados do século II a.C.

No oriente o esporte é conhecido como Wushu, enquanto no ocidente ele é mais popular como Kung Fu. Kung Fu significa trabalho árduo, enquanto Wushu quer dizer a arte da guerra. A diferença de nomeação foi causada pelo missionário francês Jean Joseph Marie Amiot (1718-1793) que em uma falha de comunicação, acabou traduzindo errado Kung Fu ao invés de Wushu.

Ela surgiu tendo como objetivo principal a luta pela sobrevivência. Os homens passaram a observar técnicas de defesa e ataque de alguns animais selvagens, como o tigre, a garça, a serpente e o macaco, e a partir disso, adaptaram esses movimentos ao seu estilo de lutar.

A World Wushu Federation (IWUF) dividiu o Wushu em duas modalidades, o Sanda (combate) e o Taolu (apresentação). O Sanda é quando um atleta compete contra outro, com golpes de artes marciais chinesas. Já o Taolu é uma demonstração, nela o atleta tem que apresentar uma rotina técnica com movimentos de artes marciais chinesas para uma bancada de árbitros, essa demonstração pode ser feita com as armas (lança, bastão, espada). Dentro dessa rotina técnica da apresentação estão inclusos movimentos obrigatórios, acrobacias, saltos e etc.

O Wushu requer rotina e dedicação de seus praticantes, cobrando tempo de prática, concentração, disciplina física e mental, e controle dos movimentos, da mente e da respiração.

O esporte ficou popularizado mundialmente nos anos 60 por conta do cinema, com a estreia de vários filmes que fizeram sucesso no mundo estrelados por Jackie Chan, Bruce Lee e Jet Li.