Marcela Polastri é o Brasil na Copa do Mundo de Kung Fu

A atleta bauruense é a única representante do sexo feminino da delegação brasileira na competição

Marcela Polastri já está em Myanmar, no sudeste da Ásia para a disputa da Copa do Mundo de Kung Fu. A competição é uma das mais importantes da modalidade pois reúne apenas as 8 melhores atletas do mundo.

A competição Taolu (apresentação) será na cidade de Yangon em Myanmar dos dias 16 ao dia 19 de novembro no Ginásio Nacional de Esportes, já a Sanda (luta) será realizada na China. Marcela irá competir em duas categorias da Taolu: Nandão (Facão do Sul) e Nangun (Bastão do Sul).

A delegação brasileira é composta apenas por dois atletas, Marcela Polastri e Marcelo Yamada, ambos da Associação Yamada de Bauru. Polastri conseguiu a classificação para a competição ao terminar o Mundial de 2017 em sexto lugar – apenas as 8 primeiras colocadas garantem a classificação para a Copa do Mundo.

“A Copa do Mundo tem uma importância muito grande pois é a primeira vez que eu participo e ela é uma das principais competições de Kung Fu do mundo. É um campeonato seleto e de altíssimo nível Está sendo uma experiência muito boa para mim e é algo que vou agarrar e dar meu melhor na competição”, comentou a atleta.

As principais adversárias dela na competição serão as atletas asiáticas de Hong Kong, China, Japão, Vietnã e Malásia que possuem altíssimo nível.

“Meu objetivo principal é fazer uma boa apresentação e sair satisfeita com meu resultado. Cumprindo muito bem tudo que eu propor e tirar notas elevadas. Lógico que eu almejo medalhas, ficar cada vez mais perto do pódio é um dos meus desejos”, finalizou a atleta.

A competição será transmitida ao vivo pelo youtube da federação. Marcela disputa a categoria Nandao (Facão do Sul) no sábado (17) das 8h10 às 9h horário de Brasília. Já a categoria Nangun (Bastão do Sul) será na madrugada de domingo das 1h10 às 2h horário de Brasília.

Conheça o Kung Fu

O Kung Fu ou Wushu é uma arte marcial milenar chinesa. Ela surgiu tendo como objetivo principal a luta pela sobrevivência. Os homens passaram a observar técnicas de defesa e ataque de alguns animais selvagens, como o tigre, a garça, a serpente e o macaco, e a partir disso, adaptaram esses movimentos ao seu estilo de lutar.

A World Wushu Federation (IWUF) dividiu o Wushu em duas modalidades, o Sanda (combate) e o Taolu (apresentação). O Sanda é quando um atleta compete contra outro, com golpes de artes marciais chinesas. Já o Taolu é uma demonstração, nela o atleta tem que apresentar uma rotina técnica com movimentos de artes marciais chinesas para uma bancada de árbitros, essa demonstração pode ser feita com as armas (lança, bastão, espada). Dentro dessa rotina técnica da apresentação estão inclusos movimentos obrigatórios, acrobacias, saltos e etc.

O esporte ficou popularizado mundialmente nos anos 60 por conta do cinema, com a estreia de vários filmes que fizeram sucesso no mundo estrelados por Jackie Chan, Bruce Lee e Jet Li.